Como escolhemos as novas funcionalidades do GESUAS?

A nossa equipe de suporte e sucesso do cliente recebe diariamente solicitações de alterações e de criação de novas funcionalidades no GESUAS. No entanto, não conseguimos atender a todas as demandas e, quando conseguimos, muitas vezes não acontece com a agilidade que você gostaria.

Aposto que você já deve ter se perguntado por que isso acontece, não é verdade? Venha comigo, hoje irei te explicar como acontece o processo de implementação de novas funcionalidades aqui no GESUAS!

Quinzenalmente, toda a nossa equipe de suporte, de desenvolvimento, de sucesso do cliente e de direção do sistema se reúne. Aproveitamos esse momento para analisar todas as sugestões, comentários e reclamações recebidas de pessoas como você, clientes e usuários do nosso sistema.

Como as demandas são muitas, e qualquer alteração no sistema impacta a todos os clientes, temos que nos basear em dados estatísticos para tomar as decisões. Ou seja, nos atemos àquelas que são mais recorrentes.

Tendo isso em vista, antes de realizar qualquer alteração, a gente sempre busca responder aos seguintes questionamentos:

  • Quantos municípios solicitaram essa alteração?
  • Essa alteração vai fazer com que os clientes utilizem mais o sistema?
  • A alteração em questão está baseada em alguma normativa/orientação técnica ou legislação do SUAS?
  • Essa alteração será benéfica para todos os clientes ou, pelo menos, para grande parte deles?

Se não fizermos esses questionamentos, podemos cair na grande armadilha de achar que estamos resolvendo problemas, mas na verdade acabar gerando outros. Pensem comigo: em um universo de centenas de municípios – cada um com dezenas e, até mesmo, centenas de técnicos -, se somente alguns solicitaram a alteração de uma funcionalidade específica, isso pode significar que os demais estão satisfeitos com a funcionalidade do jeito que está hoje, concorda!? Por isso, todo cuidado é pouco quando se trata de mudanças e de criação de novas funcionalidades.

Queremos e vamos atender as demandas sempre que possível! Nossa prioridade é sempre melhorar a usabilidade da nossa ferramenta para que ela contribua efetivamente para a gestão do SUAS. Mas precisamos ter critérios! Além disso, sempre vamos priorizar a correção dos erros reportados pelos usuários, os quais podem realmente dificultar o andamento do trabalho e a efetividade das ações da assistência social.

Após termos apresentados estes critérios estatísticos que compõem o nosso rol de decisões, reforçamos que estamos totalmente abertos ao diálogo. Queremos sempre ouvi-lo para entender as suas dores, suas necessidades e as suas dificuldades, afinal, são vocês que estão na linha de frente e sabem o quê, de fato, pode otimizar e efetivar o trabalho realizado cotidianamente!

Ariane Souza
Consultora de Sucesso do Cliente

Comentários